Como saber se meu filho tem atraso de fala?

Compartilhe nas redes sociais

Se você é pai ou mãe, é natural que se preocupe com o desenvolvimento do seu filho, especialmente quando o assunto é atraso de fala. Isso acontece porque o desenvolvimento da fala e da linguagem é uma das áreas mais importantes do crescimento infantil. 

É por meio da fala e da linguagem que as crianças se comunicam, expressam seus sentimentos e pensamentos, e aprendem sobre o mundo ao seu redor. No entanto, nem todas as crianças desenvolvem a fala e a linguagem no mesmo ritmo. Algumas crianças podem apresentar atrasos, outras não. 

Neste cenário, nós da Corrija-me preparamos um artigo com tudo que você precisa saber sobre como identificar sinais de atraso de fala em crianças e quando é apropriado buscar ajuda profissional. Continue a leitura e saiba mais a seguir: 

O que é atraso de fala?

Em primeiro lugar, surge a seguinte questão: o que é e como ocorre o atraso de fala? Trata-se de um termo usado para descrever crianças que não atingem os marcos de desenvolvimento da fala e da linguagem esperados para sua idade. 

Esses marcos são definidos por organizações como a Academia Americana de Pediatria (AAP) e o Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC).

Na prática, as marcas variam de acordo com a idade da criança. No entanto, existem alguns sinais gerais que podem indicar um atraso de fala, como por exemplo:

  • Falta de balbucio (tentativa de fala, mesmo que com dificuldade) por volta dos 15 meses);
  • Não falar palavras simples por volta dos 18 meses;
  • Não falar frases curtas por volta dos 2 anos;
  • Dificuldade para seguir instruções;
  • Problemas na pronúncia ou articulação;
  • Entre outros.

Quais são as causas do atraso de fala?

As causas do atraso de fala são variadas. Podemos, porém, dividi-las em quatro categorias principais, entre as quais estão:

Fatores físicos

Os fatores físicos são os mais comuns causadores de atraso de fala. Eles podem incluir:

  • Problemas auditivos: a audição é fundamental para o desenvolvimento da fala. Se a criança não consegue ouvir bem, ela terá dificuldade em aprender a pronunciar os sons.
  • Falhas na motricidade oral: a motricidade oral é a capacidade de mover os músculos da boca, língua e garganta para produzir os sons da fala. Se a criança tiver problemas nessa capacidade, ela terá dificuldade em pronunciar os sons corretamente.
  • Alterações na estrutura da boca: alterações na estrutura da boca, como o freio de língua curto, podem dificultar a produção de alguns sons.

Fatores neurológicos

Os fatores neurológicos também podem causar atraso de fala. Eles podem incluir:

  • Deficiência intelectual: crianças com deficiência intelectual podem ter dificuldade em aprender a falar.
  • Transtornos do espectro autista (TEA): quando diagnosticadas com TEA, as crianças podem ter dificuldade em se comunicar de forma verbal.
  • Apraxia da fala: trata-se de um distúrbio neurológico que afeta a capacidade de planejar e coordenar os movimentos necessários para falar.

Fatores ambientais

Os fatores ambientais também podem contribuir para o atraso de fala. Eles podem incluir:

  • Falta de estímulo verbal: crianças que não são estimuladas verbalmente podem ter dificuldade em aprender a falar.
  • Excesso de exposição a aparelhos eletrônicos: o excesso de exposição a aparelhos eletrônicos, como televisão e celular, pode prejudicar o desenvolvimento da fala.

Fatores psicológicos

Os fatores psicológicos também podem ser uma causa de atraso de fala. Eles podem incluir:

  • Ansiedade: crianças ansiosas podem ter dificuldade em se concentrar na fala.
  • Depressão: quando a criança está depressiva, ela pode perder o interesse em falar.

Como ocorre o diagnóstico do atraso de fala?

O diagnóstico de atraso de fala é feito por um profissional de saúde, como um pediatra, um otorrinolaringologista ou um fonoaudiólogo. Sendo assim, o profissional irá avaliar a fala e a linguagem da criança, bem como seu desenvolvimento geral, para identificar possíveis causas do atraso.

Essa detecção precoce é importante para o tratamento do atraso de fala. Isso porque, quanto antes o tratamento for iniciado, maiores são as chances de sucesso.

Como é o tratamento do atraso de fala?

O tratamento do atraso de fala depende da causa do problema. Em alguns casos, o tratamento pode ser simples, como o uso de aparelhos auditivos para corrigir problemas de audição. Em outros casos, o tratamento pode ser mais complexo, como a terapia fonoaudiológica.

Esta segunda alternativa é o tratamento mais comum para atraso de fala. Isso porque, a terapia fonoaudiológica visa ajudar a criança a desenvolver as habilidades de fala e linguagem necessárias para se comunicar de forma eficaz.

O que os pais podem fazer para ajudar?

Além do tratamento profissional, os pais também podem ajudar a criança a desenvolver a fala e a linguagem. Desse modo, algumas dicas para os pais são:

Observação atenta

Os pais desempenham um papel vital na identificação de possíveis atrasos de fala em seus filhos. Por isso, é importante observar com atenção, e caso seja necessário, procurar uma avaliação profissional. 

Além do próprio ato de falar, observe se seu filho está enfrentando dificuldades para entender e seguir instruções simples. A compreensão da linguagem é tão crucial quanto a expressão verbal e pode fornecer pistas sobre o desenvolvimento geral da fala.

Comparação de marcos de desenvolvimento

Cada criança é única, mas é importante ficar de olho nos marcos gerais de desenvolvimento da fala. Você pode, por exemplo, consultar guias ou informações fornecidas pelo pediatra sobre o que esperar em diferentes idades. 

Se o seu filho parecer estar atrasado em comparação com esses marcos, pode ser motivo para uma investigação mais detalhada.

Em geral, os pais podem ajudar da seguinte maneira:

  • Converse com a criança sempre que possível;
  • Leia para a criança todos os dias;
  • Cante com a criança;
  • Dê à criança oportunidades para se expressar;
  • Não force a criança a falar.

É importante lembrar que cada criança é diferente e que o desenvolvimento da fala e da linguagem é um processo gradual. Por isso, se você estiver preocupado(a) com o desenvolvimento da fala do seu filho, converse com o pediatra e/ou o fonoaudiólogo.

Se precisar, conte com o time do Barralife!

Por fim, este artigo visa trazer as principais dúvidas e respostas relacionadas ao atraso de fala. Vale destacar que embora variações no desenvolvimento da fala sejam normais, os pais devem estar cientes dos sinais indicativos. 

Isso porque, quanto antes houver o diagnóstico e tratamento profissional, melhor será para o progresso da criança. Lembre-se de que cada indivíduo é único, e os profissionais de saúde estão lá para oferecer suporte personalizado às necessidades individuais de cada pequeno.

Por isso, se você estiver preocupado com o desenvolvimento da fala do seu filho, não hesite em procurar a orientação de um profissional qualificado! 

No Barralife Medical Center, contamos com uma série de médicos especialistas em pediatria e fonoaudiólogos que podem ajudar nesse processo e auxiliar na saúde e qualidade de vida dos seus pequenos. 

Visite nosso site e conheça nossas soluções!

Publicações relacionadas

Não há mais postagens para mostrar

Compartilhe esse espaço

WhatsApp
Facebook
LinkedIn
Twitter
Telegram
Email