Mulheres são mais propensas a desenvolver doenças cardiovasculares

Compartilhe nas redes sociais

As doenças cardiovasculares em mulheres estão entre as principais causas de morte feminina no Brasil e no mundo, superando doenças como o câncer de mama e câncer de colo de útero. 

Em geral, as doenças cardiovasculares podem incluir os quadros de acidente vascular cerebral (AVC), infarto do miocárdio, arritmias, insuficiência cardíaca, entre outros. 

Nesse cenário, nós da equipe Barralife preparamos um guia completo com tudo que você precisa saber sobre as doenças cardiovasculares em mulheres, quais são os fatores de risco e as melhores formas de prevenção. Acompanhe o artigo até o final e saiba como cuidar da sua saúde cardiovascular!

Quais são os fatores de risco para doenças cardiovasculares em mulheres?

Embora compartilhem alguns fatores de risco com os homens, como hipertensão, diabetes, histórico familiar e tabagismo, existem características únicas que aumentam a propensão à doenças cardiovasculares em mulheres, entre as quais estão: 

Fatores biológicos

  • Queda de hormônios: a queda do estrogênio depois da menopausa pode causar um aumento no risco de doenças cardíacas.
  • Doenças autoimunes: doenças como lúpus e artrite reumatoide podem aumentar o risco de doenças cardiovasculares em mulheres. 
  • Diferenças na pressão arterial e colesterol: pessoas do sexo feminino podem ter níveis mais altos de pressão arterial e colesterol “ruim” (LDL).
  • Complicações na gravidez: Pré-eclâmpsia e diabetes gestacional podem ser precursores de problemas cardíacos.

Fatores sociais e comportamentais

  • Estresse: o estresse crônico, comum em mulheres que se sobrecarregam e/ou precisam conciliar as demandas de trabalho, família e cuidado com os outros, pode aumentar o risco dessas doenças.
  • Depressão: é mais prevalente em mulheres e também contribui para o desenvolvimento das condições cardiovasculares.
  • Falta de atividade física: a inatividade física também é um fator de risco (nesse caso, para ambos os sexos). 

Quais são os sintomas predominantes das doenças cardiovasculares em mulheres?

As doenças cardiovasculares em mulheres podem se manifestar de forma específica de acordo com cada organismo. Além disso, elas também variam de acordo com o tipo de doença cardiovascular. No entanto, entre os principais sintomas gerais, estão: 

  • Falta de ar e fadiga: sensação de cansaço excessivo e dificuldade para respirar, mesmo durante atividades leves.
  • Tontura ou desmaio: as mulheres também podem apresentar a sensação de desequilíbrio ou perda de consciência.
  • Dor no peito: Pode ser descrita como aperto, pressão ou queimação, e nem sempre se irradia para o braço esquerdo.
  • Náuseas e vômitos: embora sejam frequentemente ignorados, esses sintomas também podem ser apresentados como indícios de doenças cardiovasculares em mulheres
  • Dor nas costas, pescoço e mandíbula: podem ser confundidos com outras condições, mas são muito comuns em mulheres com doenças cardíacas.

Como ocorre o diagnóstico e tratamento de doenças cardiovasculares nas mulheres?

O diagnóstico de doenças cardiovasculares em mulheres geralmente envolve o histórico médico da paciente, avaliação física e uma série de exames, como por exemplo: Exames de sangue, Eletrocardiograma (ECG), Ecocardiograma, Teste ergométrico, entre outros. Os métodos de avaliação podem ser específicos de acordo com o tipo de doença cardiovascular. 

O tratamento, por sua vez, depende da gravidade da doença e dos fatores de risco individuais. Em geral, as opções de tratamento podem incluir medicamentos, procedimento cirúrgico e mudanças no estilo de vida. 

Como as mulheres podem se prevenir?

A prevenção é a chave para uma vida longa e saudável, tanto para os homens, quanto para as mulheres. Os hábitos e estilo de vida são os maiores aliados para proteger seu coração e reduzir o risco de desenvolver doenças. Veja as principais formas de prevenção:

  • Adote uma alimentação saudável: priorize frutas, legumes, verduras, grãos integrais e proteínas magras. É importante evitar na sua dieta o consumo de açúcares, gorduras saturadas e trans.
  • Torne os exercícios físicos um hábito: procure realizar pelo menos 150 minutos de atividade física moderada ou 75 minutos de atividade física intensa por semana. Isso fará toda a diferença! 
  • Mantenha um peso saudável: consulte um profissional de saúde para entender o seu peso ideal e busque mantê-lo. 
  • Controle a pressão arterial: meça sua pressão arterial regularmente e, se necessário, consulte um médico para controlar a hipertensão.
  • Atenção aos níveis de colesterol: faça exames de sangue regularmente e siga as orientações médicas para controlar o colesterol.
  • Pare de fumar: o tabagismo é um grande fator de risco para doenças cardiovasculares em mulheres. 
  • Gerencie o estresse: pratique técnicas de relaxamento, como yoga, meditação ou respiração profunda, para controlar o estresse.
  • Faça exames regulares: os exames de rotina são essenciais para verificar seus níveis de colesterol, pressão arterial e glicemia.

Em todos os casos, é muito importante conversar com seu médico para esclarecer suas dúvidas e receber orientação personalizada sobre os melhores métodos de prevenção para você. 

Cuide-se! A saúde feminina deve ser uma prioridade.

Por fim, o objetivo deste artigo é trazer um alerta sobre a importância da prevenção de doenças cardiovasculares em mulheres. É essencial que todas prestem atenção aos seus corpos e comuniquem quaisquer sintomas incomuns a seus médicos. 

Além disso, manter um estilo de vida saudável com dieta balanceada, exercícios regulares, controle do peso e abandono do tabagismo são medidas preventivas fundamentais.

No Barralife Medical Center, nossas clínicas e cardiologistas parceiros, como a Meditag Plus Serviços Médicos, estão comprometidos em fornecer o melhor cuidado cardiovascular para todas as pacientes, a partir de tratamentos para atender às suas necessidades específicas.

Se você é uma mulher ou conhece alguém que pode estar em risco, entre em contato conosco para agendar uma consulta. Sua saúde cardíaca deve ser uma prioridade!

Categorias

Publicações relacionadas

Pressão Arterial: Mistérios sobre a hipertensão

Alívio do Estresse: Conheça as técnicas de alivio

Compartilhe esse espaço

WhatsApp
Facebook
LinkedIn
Twitter
Telegram
Email