Os 10 maiores gatilhos de ansiedade

Compartilhe nas redes sociais

Entenda quais são os sinais de alerta para essa condição!     

Os gatilhos de ansiedade são situações que podem desencadear essa condição. Eles podem ser externos, como situações específicas, ou internos, como por exemplo no caso de pensamentos ou emoções.

Em geral, a ansiedade é uma resposta natural do corpo a situações de estresse, mas quando ela se torna constante e interfere na qualidade de vida, pode ser sinal de um problema mais grave, como o Transtorno de Ansiedade Generalizada (TAG).

Nesse cenário, nós do Barralife preparamos um artigo com os 10 maiores gatilhos de ansiedade, a fim de que você saiba como identificá-los e, com isso, possam lidar  com eles de maneira adequada ou até mesmo evitá-los. Continue a leitura e saiba mais a seguir: 

1. Situações novas e/ou desconhecidas 

É muito comum que tenhamos medo do “novo”. A ansiedade é, na verdade, uma resposta natural do ser humano para o desconhecido – e até certo ponto, isso pode ser bom, de modo a evitarmos agir por impulso. Quando, no entanto, ela interfere na qualidade de vida e na execução de atividades da rotina, pode ser um problema.

Alguns exemplos de situações novas que podem desencadear sintomas de ansiedade são: a mudança para um novo emprego, viajar para um lugar desconhecido ou até mesmo iniciar um relacionamento.

Vale destacar, porém, que aceitar as mudanças como parte da vida e desenvolver estratégias de adaptação podem ajudar a reduzir a ansiedade associada a essas transições.

2. Pensamentos negativos

Entre os principais gatilhos de ansiedade também estão os pensamentos negativos. Sabe quando você começa a imaginar os piores cenários possíveis? São esses pensamentos catastróficos ou ruminativos que podem desencadear ou piorar os sintomas da ansiedade, aumentando também a sensação de preocupação e insegurança. 

3.Problemas financeiros

As preocupações com dinheiro frequentemente desencadeiam ansiedade. Dívidas, dificuldades em cumprir as obrigações financeiras e incertezas econômicas podem levar a um ciclo preocupante. Desenvolver um plano financeiro realista, buscar aconselhamento financeiro e aprender a gerenciar o estresse relacionado às finanças são passos fundamentais.

4. Estresse no ambiente de trabalho

A pressão no ambiente de trabalho também se caracteriza como um dos principais gatilhos de ansiedade. Isso porque, a agilidade do dia a dia, prazos apertados, demandas elevadas e a busca incessante por perfeição podem sobrecarregar a mente, levando a sentimentos intensos de ansiedade. 

Para evitar que isso aconteça, é importante estabelecer limites saudáveis, praticar a gestão do tempo e, se necessário, buscar apoio profissional.

5. Isolamento social

Fique atento: a solidão e o isolamento social são grandes gatilhos para a ansiedade. O ser humano é social por natureza, e a falta de interações sociais, portanto, pode levar a sentimentos de solidão e desamparo. 

Sendo assim, algumas estratégias para evitar esse gatilho são: cultivar relacionamentos saudáveis, participar de atividades sociais e buscar apoio quando necessário. 

6. Má qualidade de sono

A falta ou má qualidade de sono pode piorar os sintomas da ansiedade. Isso ocorre porque o sono é essencial para o funcionamento do cérebro e do sistema nervoso. Por isso, é muito importante que você estabeleça uma rotina de sono consistente. 

Além disso, criar um ambiente propício para o descanso e adotar práticas relaxantes antes de dormir são passos essenciais para melhorar a qualidade do sono e, por consequência, reduzir a ansiedade.

7. Conflitos em relacionamentos pessoais

Os conflitos presentes em relacionamentos, sejam eles familiares, amorosos ou de amizade também podem ser gatilhos que desencadeiam a ansiedade. 

Nesse sentido, é importante sempre priorizar a comunicação aberta, empatia ou até mesmo procurar soluções como terapia de casal ou familiar. Experimente! Essas podem ser ferramentas valiosas para lidar com esse gatilho.

8. Pressão social 

A pressão para atender às expectativas sociais e alcançar padrões irreais pode levar à ansiedade. Isso pode ocorrer tanto no que se refere à estética, como também aos padrões de conduta estabelecidos socialmente. 

Estabelecer limites saudáveis, praticar a autoaceitação e focar em metas realistas são maneiras eficazes de lidar com esse gatilho.

9. Uso da internet e redes sociais em excesso

O constante bombardeio de informações e a comparação com a vida dos outros nas redes sociais podem contribuir para a ansiedade. 

O ideal, portanto, é que você defina uma restrição de tempo para o uso de dispositivos eletrônicos e redes sociais. Além disso, praticar o desapego digital e focar em atividades offline, sobretudo se você lida e trabalha com essas ferramentas no dia a dia, são excelentes alternativas para lidar com esse gatilho. 

10. Traumas não resolvidos do passado

No mais, entre os maiores gatilhos de ansiedade também estão os traumas não resolvidos do passado. Eles podem variar de acordo com cada indivíduo e sua história de vida, no entanto, apresentam-se por meio de acidentes, violência ou abuso que o indivíduo sofreu e, por consequência, o indivíduo possui medo de reviver a experiência traumática.

Como lidar com os gatilhos de ansiedade?

É possível, porém, que ao compreender os principais gatilhos, você esteja se perguntando como lidar com eles. Destacamos, porém, que embora não seja possível eliminar todos os gatilhos de ansiedade, é possível aprender a lidar com eles de forma saudável. 

Embora não exista uma regra do que deve ser feito, algumas estratégias podem ser muito eficazes para evitar a ansiedade até mesmo aliviar os sintomas em momentos de crise. Confira quais são os principais:

  • Técnicas de relaxamento como respiração profunda, meditação e yoga;
  • Exercícios físicos regulares;
  • Terapia.

Se você está sofrendo de ansiedade, é importante buscar ajuda profissional. Um especialista em saúde mental pode ajudá-lo a identificar seus gatilhos – que podem variar de pessoa para pessoa – e orientá-lo de forma adequada e personalizada. 

Identificar os gatilhos de ansiedade é o primeiro passo para evitá-los. 

Por fim, ao longo deste artigo, buscamos trazer não somente os gatilhos, mas algumas formas de evitá-los. Esperamos que essas estratégias sejam úteis para você. Lembre-se, porém, que os gatilhos de ansiedade podem ser externos ou internos. Identificá-los é essencial para que você possa desenvolver estratégias de enfrentamento eficazes. 

Além disso, o suporte terapêutico é muito importante para que você cuide da saúde mental, tendo em vista que essa é  uma parte essencial do cuidado integral com o corpo e a mente.

No Barralife Medical Center, temos uma estrutura completa e profissionais altamente competentes especializados em saúde mental. Eles poderão fornecer todo o acompanhamento necessário para lidar com esses gatilhos. Por isso, se você está enfrentando ansiedade, não hesite em procurar a orientação de um profissional qualificado. 

Encontre o profissional de saúde ideal para você! Nós podemos te ajudar.

Publicações relacionadas

Não há mais postagens para mostrar

Compartilhe esse espaço

WhatsApp
Facebook
LinkedIn
Twitter
Telegram
Email