Outubro Rosa alerta sobre o diagnóstico e prevenção do câncer de mama

Compartilhe nas redes sociais

A campanha do Outubro Rosa tem como objetivo alertar e conscientizar as mulheres e a sociedade em geral sobre a importância do diagnóstico precoce e da prevenção ao câncer de mama. 

Essa ação teve início nos Estados Unidos na década de 1990 e, desde então, ganhou uma proporção internacional, sendo celebrada em todo o mundo. O nome “Outubro Rosa” faz referência ao cor rosa, que simboliza a campanha e é associado à feminilidade e à luta contra o câncer de mama.

Nós da equipe Barralife apoiamos essa causa. Sendo assim, para que todas as mulheres possam se prevenir, selecionamos as principais informações que você deve saber sobre o Outubro Rosa, incluindo as maneiras de detectar o câncer de mama e as medidas para evitá-lo. Confira a seguir: 

Outubro Rosa e o câncer de mama

O câncer de mama é uma das principais causas de morte por câncer entre as mulheres, no entanto, a detecção precoce pode aumentar significativamente as chances de cura. Vale destacar também que, embora seja mais comum em mulheres, os homens também podem desenvolvê-lo, embora em uma proporção significativamente menor. 

Por isso, o Outubro Rosa enfatiza a importância do autoexame das mamas, dos exames clínicos e da mamografia como ferramentas essenciais para identificar possíveis tumores ainda em sua fase inicial.

Durante o mês de outubro, diversas atividades são realizadas para promover a conscientização sobre o câncer de mama. Trata-se de um momento de união e solidariedade em torno de uma causa importante para a saúde das mulheres.

Quais são os principais fatores de risco para o câncer de mama?

Existem alguns aspectos que podem aumentar os riscos de desenvolver câncer de mama. Conhecê-los, portanto, é fundamental para a prevenção – sendo essa divulgação um dos objetivos do Outubro Rosa. Veja a seguir quais são os principais: 

  • Sexo e idade: Pessoas do sexo feminino têm um risco maior de câncer de mama, que se torna mais comum após os 50 anos de idade.
  • Histórico familiar: Ter parentes de primeiro grau (mãe, irmã ou filha) com câncer de mama pode aumentar o risco.
  • Mutação genética: Portar alterações nos genes BRCA1 e BRCA2 pode aumentar significativamente o risco.
  • Menstruação precoce ou menopausa tardia: Começar a menstruar cedo ou entrar na menopausa somente após os 55 anos pode aumentar o risco de desenvolvimento do câncer de mama. 
  • Terapia de reposição hormonal: o uso de hormônios femininos após a menopausa pode aumentar o risco em algumas mulheres. Por isso, fique atenta!
  • Obesidade: Estar obeso ou acima do peso pode indicar um maior risco de câncer de mama.
  • Consumo de álcool: em excesso, o álcool pode aumentar o risco da doença. 
  • Histórico reprodutivo: Mulheres que tiveram filhos após os 30 anos ou que nunca tiveram filhos podem ter um risco maior.

Sintomas do câncer de mama

Além da detecção precoce, é fundamental estar ciente dos sintomas do câncer de mama, que podem incluir:

  • Presença de nódulos na mama e/ou axila: Este é um dos sintomas mais comuns.
  • Mudanças na pele da mama: Alguns sinais podem incluir vermelhidão, descamação, retração ou covinhas na pele.
  • Secreção anormal nos mamilos: isso inclui, por exemplo, qualquer tipo de secreção que não seja leite materno.
  • Alterações no formato ou tamanho da mama: se uma mama parece diferente da outra, esse também pode ser um indicativo do câncer de mama. 
  • Dor persistente na mama ou no mamilo: Embora a dor seja rara no câncer de mama, pode ocorrer.

Portanto, se você notar algum destes sintomas, é importante procurar imediatamente um médico para avaliação.

Os principais meios de prevenir o câncer de mama – Outubro Rosa

Além da detecção precoce, o Outubro Rosa alerta para algumas medidas preventivas que você pode adotar para reduzir o risco de desenvolver câncer de mama. Acompanhe quais são a seguir:

  • Alimentação saudável: Uma dieta rica em frutas, legumes, grãos integrais e pobre em gorduras saturadas pode reduzir o risco;
  • Atividade física regular: Exercitar-se regularmente ajuda a manter um peso saudável e reduzir o risco;
  • Limitar o consumo de álcool;
  • Evitar a terapia de reposição hormonal: Discuta com seu médico os riscos e benefícios antes de iniciar a terapia hormonal;
  • Amamentação: Mulheres que amamentam podem ter um risco menor de câncer de mama;
  • Manter um peso saudável: Manter um peso corporal saudável é importante para reduzir o risco de desenvolver essa condição. 

O que posso fazer para contribuir com a campanha do Outubro Rosa?

Entre as principais formas de contribuição para a campanha do Outubro Rosa, podemos destacar: 

Compartilhe informações sobre a campanha

Utilize suas redes sociais e outros meios de comunicação para compartilhar informações sobre o câncer de mama. Fale, por exemplo, sobre seus fatores de risco, métodos de prevenção e a importância da detecção precoce.

Faça exames de rotina regularmente

Se você é uma mulher com mais de 40 anos de idade, não deixe de realizar exames de rotina, como a mamografia, de acordo com as recomendações médicas. Da mesma forma, se você conhece alguma mulher que não está fazendo isso, busque incentivá-la a cuidar da sua saúde.

Participe de eventos locais

Procure eventos do Outubro Rosa em sua comunidade, como caminhadas ou palestras, e participe para mostrar seu apoio.

Faça doações para instituições de caridade

Neste mês, muitas organizações que trabalham no combate ao câncer de mama, fazem ações em busca de incentivos financeiros. Se possível, ajude a financiar pesquisas, programas de prevenção e tratamento.

Quer cuidar da sua saúde? Conte com o Barralife!

Por fim, o objetivo deste artigo é trazer mais informações sobre o Outubro Rosa, uma campanha imprescindível para a saúde feminina. 

O Barralife Medical Center é um complexo de saúde integrado, sinônimo de conforto, eficiência, segurança e sofisticação. Nosso espaço reúne mais de 100 especialistas da medicina e da área de saúde em geral.

Tudo isso para que você cuide da sua saúde de maneira adequada, podendo realizar desde consultas, até exames de rotina e outros procedimentos. Desse modo, você pode se cuidar não somente no Outubro Rosa, mas ao longo de todo o ano, afinal, saúde requer atenção! 

Compartilhe esse conteúdo com as mulheres que você conhece!

Categorias

Publicações relacionadas

Cólica Forte Não é Frescura

Conheça as 12 Fases da Síndrome de Burnout

Compartilhe esse espaço

WhatsApp
Facebook
LinkedIn
Twitter
Telegram
Email