Março Lilás – Campanha de prevenção ao câncer de colo de útero

Compartilhe nas redes sociais

O Março Lilás, mês dedicado à conscientização sobre o combate e prevenção ao câncer de colo de útero, é uma iniciativa importante para a saúde das mulheres em todo o mundo.

Esta campanha, que acontece anualmente, busca conscientizar sobre a importância dos exames preventivos e da vacinação contra o HPV, um dos principais fatores de risco para o desenvolvimento desse tipo de câncer.

No Barralife Medical Center, acreditamos que a saúde feminina deve ser uma prioridade. Por isso, neste Março Lilás, preparamos um guia completo para que você possa se informar sobre essa doença e como você pode se prevenir. Acompanhe o artigo e saiba mais:

Entenda o câncer de colo de útero

O câncer de colo de útero é um dos tipos mais comuns entre as mulheres, mas felizmente é possível preveni-lo. Trata-se de tumor maligno que se desenvolve no colo do útero, a parte inferior do útero que se conecta à vagina. A principal causa é a infecção persistente pelo Papilomavírus Humano (HPV), um vírus sexualmente transmissível. Entre os principais fatores de risco para contraí-lo estão: 

  • Início precoce da atividade sexual;
  • Múltiplos parceiros sexuais;
  • Infecções sexualmente transmissíveis (ISTs);
  • Tabagismo;
  • Imunossupressão.

Quais são os sintomas do câncer de colo de útero?

Em estágios iniciais, esse tipo de câncer pode ser silencioso, isto é, não apresenta sintomas. Por isso, a prevenção é a chave para o diagnóstico precoce, já que quanto antes for identificado, maiores serão as chances de tratamento. No entanto, quando está em um estágio mais avançado, a paciente com câncer de colo de útero pode apresentar os seguintes sintomas: 

  • Sangramento vaginal anormal;
  • Corrimento vaginal anormal;
  • Dor durante a relação sexual;
  • Dor pélvica;
  • Sangramento após a menopausa.

Qual é a melhor forma de prevenção ao câncer de colo de útero?

Entre as principais medidas de prevenção ao câncer de colo de útero, está a vacinação contra o HPV, tendo em vista que auxilia na prevenção da infecção pelo HPV e, consequentemente, do câncer de colo de útero. Recomenda-se para meninas de 9 a 14 anos e meninos de 11 a 14 anos, mas também pode ser realizada por mulheres mais velhas que não foram vacinadas anteriormente.

Outro meio de prevenção é o exame papanicolau, que detecta alterações pré-cancerosas no colo do útero, permitindo assim o tratamento precoce e evitando o desenvolvimento do câncer. É recomendado a partir dos 25 anos, com periodicidade definida pelo médico.

No mais, também é importante na prevenção ao colo de útero o uso de preservativos durante as relações sexuais, posto que ajuda a prevenir a infecção pelo HPV e outras infecções sexualmente transmissíveis.

Como funciona o tratamento para o câncer de colo de útero?

O diagnóstico é realizado por meio de exames ginecológicos e, em alguns casos, biópsia. O tratamento depende do estágio da doença e pode incluir as seguintes alternativas:

  • Cirurgia: é o tratamento mais comum para o câncer de colo de útero em estágio inicial. O tipo de cirurgia depende do tamanho e da localização do tumor.
  • Radioterapia: usa raios X de alta energia para matar as células cancerígenas. Pode ser usada antes ou depois da cirurgia, ou como único tratamento.
  • Quimioterapia: esse método de tratamento inclui o uso de medicamentos para matar as células cancerígenas. É possível associá-la à radioterapia ou como único tratamento.
  • Terapia-alvo: é um tipo de tratamento que usa medicamentos para atacar genes ou proteínas específicas que estão envolvidos no crescimento do câncer.
  • Imunoterapia: ajuda o sistema imunológico do corpo a combater o câncer.

Os efeitos colaterais do tratamento para o câncer de colo de útero dependem do tipo de tratamento utilizado. Em geral, os efeitos mais comuns incluem fadiga, náuseas, vômitos, perda de cabelo, diarreia e sangramento vaginal.

Em todos os casos, o ginecologista responsável definirá o melhor método de tratamento, que definirá de forma específica para o quadro da paciente. 

Quais devem ser os cuidados pós-tratamento?

Após o tratamento, é essencial seguir um plano de cuidados de acompanhamento com seu médico. Geralmente, essas medidas envolvem a realização de exames regulares para garantir que não haja sinais de recorrência do câncer. 

Além das orientações médicas específicas para cada paciente, manter um estilo de vida saudável, incluindo dieta equilibrada e exercícios físicos também ajuda na recuperação e prevenção ao câncer de colo de útero. 

Cuide da sua saúde! A prevenção ao câncer de colo de útero começa por você.

Em conclusão, o objetivo deste artigo é informar e conscientizar sobre a importância da prevenção ao câncer de colo de útero, que deve ocorrer não apenas no Março Lilás, mas todos os dias, sobretudo na realização dos exames indicados com frequência.

No Barralife Medical Center, estamos comprometidos com a saúde e o bem-estar de nossas pacientes. Nossos médicos e clínicas parceiras de Ginecologia, como a Clínica Dra. Fabiana Klang Kac, realizam desde exames preventivos e consultas ginecológicas até a vacinação contra o HPV. 

Neste mês de Março Lilás, incentivamos todas as mulheres a agendarem seus exames e se protegerem contra o câncer de colo de útero. Por isso, se você ou alguém que você conhece está enfrentando esse tipo de câncer, não hesite em buscar ajuda médica. O cuidado e o tratamento adequados podem fazer toda a diferença no combate a esta doença.

Para mais informações sobre a prevenção ao câncer de útero e para agendar uma consulta com um de nossos médicos ou clínicas parceiros, entre em contato conosco ou visite nosso site!

Categorias

Publicações relacionadas

Pressão Arterial: Mistérios sobre a hipertensão

Alívio do Estresse: Conheça as técnicas de alivio

Compartilhe esse espaço

WhatsApp
Facebook
LinkedIn
Twitter
Telegram
Email